Contrato garante serviço de saúde mental em Santa Rosa

A unidade conta com 32 leitos e recebe pacientes de toda a região Crédito: Felipe Dorneles / Especial / CP

A unidade conta com 32 leitos e recebe pacientes de toda a região Crédito: Felipe Dorneles / Especial / CP Correio do Povo

A Unidade de Saúde Mental do antigo Hospital Dom Bosco está mantida, após contrato entre Fundação Municipal de Saúde de Santa Rosa e Hospital Vida & Saúde. Em agosto, o conselho do Hospital Dom Bosco anunciou dissolução da mantenedora, o que comprometia a continuidade dos serviços. As atividades na unidade seguiram sob supervisão da gerência do hospital, porém, uma determinação judicial indicou a contratação de nova entidade para gerenciar as atividades. O setor recebe pacientes de toda a região. Hoje, são 31 internados, entre alcoólatras, usuários de drogas e depressivos. São 32 leitos. A equipe recebe também pacientes com transtornos psiquiátricos, como esquizofrenia. A coordenadora da Unidade de Saúde Mental, a enfermeira Fernanda Flores, destaca que o atendimento é integralmente custeado pelo Sistema Único de Saúde (SUS). “Os pacientes possuem assistência social, psicológica e médica, para os trabalhos de desintoxicação e reabilitação.” São quartos com três leitos cada, além de uma sala de conveniência. Segundo a diretora geral do Hospital Vida & Saúde, Vanderli de Barros, a instituição assume a gerência da unidade, com técnicos de enfermagem, enfermeiros, médica psiquiátrica, assistente social, nutricionista e psicóloga. “O momento é de conhecer os pacientes e suas necessidades, mas estamos buscando oferecer o melhor tratamento a esses pacientes”. Os pacientes que internam via mandado judicial ficam pelo menos 30 dias no local. Já os que internam de forma voluntária, tem o período de internação controlado pela médica responsável. O contrato, assinado neste mês, tem duração de quatro meses, e pode ser renovado. O presidente do Vida & Saúde, Rubens Zanberlan, destaca que está sendo feito todo esforço possível para realizar o trabalho com profissionais das duas instituições. Funcionários do Dom Bosco que já atuavam no local, agora, foram contratados pela nova entidade. 

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: