DESLEIXO FATAL

Resultado de imagem para desabamento em sp

A mais recente tragédia ocorrida em São Paulo/SP mostra a precariedade da atuação estatal quando o assunto é fiscalização.

Em março do corrente ano, após laudos conclusivos de órgãos municipais que viabilizaram a utilização do antigo edifício da Polícia Federal, em que pese considerações contrárias do Corpo de Bombeiros, houve o arquivamento de um inquérito civil público  pelo Ministério Público de São Paulo acerca das condições precárias do edifício que ruiu na madrugada de 01/05.

Esse triste evento vem reforçar a tese de que, no Brasil, fiscalização é uma coisa para ninguém ver, ou seja, trabalho que quando efetivamente necessário não ocorre ou é malfeito – com ou sem intenção. Com justiça, é preciso excetuar a Receita Federal, sempre ávida por recursos, e que não perde um minuto sequer em seu trabalho…

Houvesse mínima seriedade no trabalho realizado pela fiscalização municipal, não teria havido a catástrofe. E o pior é que não se vê a menor escapatória para os responsáveis, pois as condições lúgubres, insalubres e totalmente impróprias eram patentes e nem mesmo com laudo contrário do Corpo de Bombeiros, o lugar foi desocupado.

Agora, diante de todo o estrago, que envolveu uma igreja e três prédios, o que esperar do poder público? Como a União negligenciou tanto o trato de um bem público? Quantos mais estarão nessas condições Brasil afora?

Esse é, sem dúvida, mais um caso de desmazelo e desleixo no trato da coisa pública; só que agravado pela fatalidade.

 

 

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: