Dia de caos: RJ: Tráfico queima ônibus e deixa alunos sem aula

  • Reprodução

Um confronto entre traficantes na favela Cidade Alta, em Cordovil, zona norte do Rio de Janeiro, desencadeou uma série de ataques a ônibus na avenida Brasil, uma das principais vias da capital, e na rodovia Washington Luís. Ao menos sete ônibus foram queimados por criminosos, provocando medo e interdições nas vias, o que levou o Rio a entrar em estágio de atenção desde as 10h50. Mais de 5.800 alunos da rede municipal ficaram sem aula nesta terça.

A Polícia Militar do Rio de Janeiro prendeu 37 suspeitos e apreendeu 32 fuzis durante operação na Cidade Alta depois que os criminosos incendiaram os coletivos. De acordo com a polícia, os ataques teriam sido orquestrados por traficantes de drogas em represália a incursões da PM. Três PMs ficaram levemente feridos.

O porta-voz da Polícia Militar, major Ivan Blaz, informou que o incêndio aos ônibus se deu após uma facção criminosa rival tentar invadir a comunidade da Cidade Alta, zona norte do Rio. O major disse que a PM foi acionada e, como uma forma de dispersar os agentes, o grupo criminoso teria acionado criminosos de outras comunidades para promover “os atos de baderna e terror”.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*