Escola estadual em Paulínia é invadida e tem objetos furtados no feriado prolongado

Salas e corredores foram invadidos e objetos jogados no chão.

Um grupo de pessoas invadiu a Escola Estadual Parque dos Trabalhadores, em Paulínia (SP), no feriado prolongado e promoveu o furto de equipamentos eletrônicos como tablets, além de danificarem a escola. Armários, cadeiras foram quebrados e alimentos da cozinha foram roubados. O lixo foi espalhado.

O grupo ainda arrancou uma grade que estava fixada no balcão da secretaria.

Documentos e objetos foram revirados e antes de sair os vândalos ainda espalharam pó químico de extintor de incêndio pelos corredores e salas.

A Guarda Municipal prendeu um homem com um tablet da escola em um bairro vizinho. Na parte traseira do equipamento há uma identificação do Ministério da Educação.

Funcionários da unidade escolar foram à Delegacia do Município prestar queixa e disseram que os roubos no local são frequentes. Segundo eles, o caso mais grave havia sido em outubro de 2016, quando foram roubados mais de 20 computadores e impressoras.

A escola estadual tem 430 alunos no ensino médio em período integral. Por causa dos transtornos, as aulas não devem ser retomadas nesta terça-feira (2). Um balanço vai apontar tudo o que foi roubado nesta invasão.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*