Gestão Temer | Ministro Bruno Araújo se demite e é primeiro tucano a deixar governo

O ministro das Cidades, o tucano Bruno Araújo, pediu demissão do governo Michel Temer na tarde desta segunda-feira (13). Ele enviou ao presidente sua carta de exoneração após cerimônia no Palácio do Planalto.

Na carta, ele agradeceu a confiança de Temer no PSDB e disse que não há mais na sigla apoio para que o ministro continue no cargo.

Ele é o primeiro ministro tucano a deixar o governo após o racha no partido.

“Agradeço a confiança do meu partido, no qual exerci toda a minha vida pública, e já não há mais nele apoio no tamanho que permita seguir nessa tarefa”, afirmou no documento.

O tucano reassumirá o mandato de deputado federal por Pernambuco. Ele estava no governo desde o início da gestão Temer, em maio de 2016.

Reprodução
Carta do ministro Bruno Araújo, que pediu demissão
Carta do ministro Bruno Araújo, que pediu demissão

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*