Israel barra a entrada de duas congressistas democratas dos EUA

Israel barrou entrada de Ilhan Omar e Rashida Tlaib

Israel barrou entrada de Ilhan Omar e Rashida Tlaib Jim Lo Scalzo / EFE-EPA – 15.8.2019

Israel barrou nesta quinta-feira (15) a entrada das congressistas democratas norte-americanas Rashida Tlaib e Ilhan Omar depois do incentivo de Donald Trump. As duas foram atacadas recentemente pelo presidente em uma série de tweets considerados racistas.

Pelo Twitter, Trump disse que Israel mostraria uma “grande fraqueza se permitisse que as congressistas Omar e Tlaib” entrassem no país. Ele alega que as duas odeiam o país e todos os judeus. O comentário foi acatado pelo primeiro ministro do país, Benjamin Netanyahu, que é aliado de Trump.

https://platform.twitter.com/widgets.js

O Ministro do Interior israelense, Aryeh Deri, disse em nota que o país respeita o congresso dos Estados Unidos, mas as duas apresentavam perigo à nação. “O Estado de Israel respeita o congresso dos EUA no que diz respeito a aliança entre os dois países, mas é impensável que seja permitida a entrada em Israel daqueles que procuram prejudicar o Estado, mesmo durante uma visita”, disse.

A visita

As congressistas iam visitar a Cisjordânia e Jerusalém Oriental na próxima semana. A viagem foi planejada pelo Miftah, uma organização liderada por Hanan Ashrwai, que negocia a paz na Palestina, e começaria no próximo domingo (18).

No cronograma, as duas visitaram as áreas mais afetadas por crises políticas na região e o Monte do Templo de Jerusalém. Rashida Tlaib ficaria dois dias a mais no país para visitar a avó, que mora em um vilarejo na Palestina.

As duas apoiaram o boicote contra Israel e as leis israelenses permitem que opositores sejam barrados em visitas. 

Na quarta-feira (14), o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu se encontrou com o ministro das relações exteriores, o ministro do interior, o chefe do Conselho Nacional da Segurança e um procurador geral, segundo o jornal israelense Haaretz.

As leis israelenses permitem que vistos de imigrantes e visitantes que apoiam boicotes econômicos, culturais ou acadêmicos sejam negados. 

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: