Mais Brasileirão | Mesmo 10 pontos atrás, Levir diz que o Santos ainda briga por título

  • MARCO GALVãO/FOTOARENA/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO

    Levir, sem voz, pouco orientou o time durante o empate contra a Ponte PretaLevir, sem voz, pouco orientou o time durante o empate contra a Ponte Preta

O técnico Levir Culpi realizou uma espécie de “mini” coletiva após o empate do Santos contra a Ponte Preta por 1 a 1, nesta quinta-feira, no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas, em jogo válido pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro. O treinador estava sem voz por conta de dores na garganta e respondeu apenas três perguntas.

Na primeira, ele elogiou o técnico Eduardo Baptista pelo esquema da Ponte Preta armado contra o Santos, mas disse que ficou chateado com o empate pois acreditava que a equipe santista poderia ter “matado” o jogo em algumas finalizações.

“Eu já não falo muito bem, ainda mais sem voz. Eu achei que o filho do Nelsinho Baptista, o Eduardo, montou muito bem  o time. Os dois times jogaram bem. Ficaram nas oportunidades. Eu achei que o Santos chegou mais próximo da Vitória, mas não ‘matou’, então não dá para lamentar. E a parte técnica foi razoável. Um pouco chateado com o resultado, dava pra vencer sim”, disse Levir. 

Na segunda resposta, Levir respondeu o motivo de não ter realizado nenhuma alteração durante os 92 minutos de jogos, mesmo com o forte calor na tarde de Campinas.

“Eu achei que se eu mexesse a gente poderia perder o jogo. Foi por isso”, disse.

Na última pergunta, Levir Culpi disse que ainda acredita no título do Santos. Com o resultado desta quinta, a equipe santista ficou 10 pontos atrás do líder Corinthians: 48 contra 58. 

“Ainda está aberto, claro, tudo pode acontecer. É futebol. Existe uma certa logica, mas há possibilidade”, concluiu.

Durante a partida, Levir Culpi pouco orientou o time por conta de estar sem voz. Em uma parada técnica no primeiro tempo por conta do calor, o meia Lucas Lima foi responsável por falar com os companheiros.

O Santos volta a campo contra o Vitória na próxima segunda-feira, às 20h (de Brasília), no estádio do Pacaembu, em jogo válido pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*