Microrregião de Campinas abre 5 mil vagas e tem melhor fevereiro em 5 anos, diz Caged

Dos 16 municípios da microrregião, apenas dois fecharam vagas no período: Paulínia e Jaguariúna. A microrregião de Campinas (SP), formada por 16 municípios, gerou 5.027 vagas de emprego formal em fevereiro de 2018, de acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado nesta segunda (25), pelo Ministério da Economia. É o melhor desempenho para o mês em cinco anos.
Economista e professora da PUC-Campinas, Eliane Rosandiski destaca que o crescimento do emprego forma “é sempre positivo”, por oferecer ao trabalhador mais garantias, mas que é preciso cautela para avaliar os dados, uma vez que a geração de vagas ainda está mais atrelada a segmentos de baixa produtividade, como serviços pessoais. “São setores que não conseguem movimentar a economia, pela baixa remuneração. O setor industrial, que sempre foi de alta produtividade, precisa voltar a crescer para essa roda da economia girar”, explica. Saldo de empregos na microrregião
Fev/19: 5.027
Fev/18: 1.758
Fev/17: 2.120
Fev/16: -450
Fev/15: 1.705
Fev/14: 5.795
Campinas (SP) puxou o bom desempenho com a criação de 1.931 postos de trabalho com carteira de trabalho. Uma alta de 63% na comparação com o mesmo período do ano passado, quando a cidade gerou 1.178 vagas.
A segunda cidade que mais gerou emprego formal em volume foi Indaiatuba (SP), com 607 vagas, alta de 115% no comparativo com fevereiro de 2018, quando o município abriu 282 postos.
Dos 16 municípios da microrregião, somente dois tiveram saldo negativo, ou seja, perderam vagas formais: Paulínia (SP) e Jaguariúna (SP).
Saldo de vagas – fevereiro de 2018
Americana: 346
Campinas: 1931
Cosmópolis: 158
Elias Fausto: 236
Holambra: 94
Hortolândia: 456
Indaiatuba: 607
Jaguariúna: -118
Monte Mor: 189
Nova Odessa: 462
Paulínia: -544
Pedreira: 172
Santa Bárbara d’Oeste: 253
Sumaré: 514
Valinhos: 92
Vinhedo: 179
Veja mais notícias da região no G1 Campinas

%d blogueiros gostam disto: