Parlamento do Kosovo se dissolve para antecipar eleições legislativas

Ramush Haradinaj renunciou no dia 19 de julho

Ramush Haradinaj renunciou no dia 19 de julho Laura Hasani/Reuters – 19.7.2019

O Parlamento do Kosovo deve anunciar a dissolução em uma sessão especial convocada para o dia 22, para dar passo à realização de eleições legislativas antecipadas, segundo informou a presidência nesta segunda-feira (5).

“A dissolução do Parlamento possibilitará ao presidente (do país) determinar automaticamente a data da realização das eleições”, declarou hoje o presidente da Câmara, Qadri Veseli, citado pelo portal Koha.

Depois da renúncia do primeiro-ministro, Ramush Haradinaj, em 19 de julho, a convocação dos cidadãos às urnas “não é só uma opção ou uma alternativa, mas uma decisão correta para os cidadãos”, opinou Veseli.

Nos últimos dias, foi descartada a possibilidade de o presidente kosovar encomendar a outro político a formação de um novo governo, já que a maioria dos partidos se posicionou a favor da antecipação das legislativas.

Segundo as normas vigentes no país, depois da dissolução do Parlamento, o presidente do Kosovo, Hashem Thaci, tem um prazo de dez dias para determinar a data das eleições, que por sua vez deverão ser realizadas entre 30 e 45 dias depois.

Haradinaj, líder da nacionalista Aliança para o Futuro de Kosovo (AAK) e antigo comandante guerrilheiro, que liderava o governo desde 2017, renunciou após ter sido citado como suspeito por um tribunal especializado de crimes de guerra no Kosovo.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: