Paulínia tem linhas atrasadas e ônibus lotados nos primeiros dias da nova concessão


Nova empresa assumiu transporte público no sábado (11) e já acumula reclamações de usuários. Promessa era de coletivos novos, mas usuários relatam que veículos são antigos. Paulínia tem ônibus quebrado, linha atrasada em meia hora e veículos antigos
Atraso dos itinerários, lotação dos ônibus e veículos antigos. A recente mudança da empresa que opera o transporte público de Paulínia (SP) tem causado problemas aos moradores. A reportagem da EPTV, afiliada da TV Globo, registrou atraso de 30 minutos em uma das linhas e conversou com usuários que contaram que um coletivo quebrou nesta quarta-feira (15). A contratação da empresa Terra Auto Viação ocorreu em dezembro e os ônibus da companhia passaram a circular no sábado. A nova empresa foi contratada em regime emergencial (leia mais abaixo). A atendente Gabrielly Rocha mora no bairro João Aranha e usa diariamente a linha 101 sentido Centro para trabalhar. A trabalhadora chega ao ponto de ônibus 6h50, horário que um coletivo deveria passar. No entanto, nem o próximo, de 7h15, passou. Ônibus lotados são motivo de reclamação em Paulínia Johnny Inselsperger/EPTV “Está passando direto, lotado, de 40 em 45 minutos. Na hora da volta está pior ainda, não para nos pontos. A gente está chegando atrasada no serviço, e o patrão não está entendendo”, reclama a moradora. A atendente só conseguiu embarcar por volta de 7h20. Em seguida, o outro da mesma linha cruzou a rua, lotado e sem parar. Passageiros contaram que o ônibus substitui um outro que quebrou. Segundo a diarista Zirlene Bonsucesso, os atrasos são recorrentes. “Está todo o dia assim, chegando atrasada no trabalho, chegando tarde em casa, esperando quase duas horas no ponto de ônibus para voltar para casa”. “Eu peguei o ônibus, nós andamos uns 200 metros e o ônibus quebrou. Isso é uma vergonha”, criticou o consultor Julio Cesar João de Moraes. Gabrielly chegou no Centro às 7h40. “A viagem foi apertada, todo mundo atrasado”. O G1 enviou e-mail e tentou ligar para a empresa, mas não houve retorno até esta publicação. Reunião na Câmara Os secretários de Governo e de Transportes de Paulínia participam na tarde desta quarta-feira de uma reunião com 15 vereadores, além de assessores deles, na Câmara Municipal. O tema são os problemas do transporte público a partir da troca da empresa. Moradores relatam atrasos e lotação em ônibus de Paulínia
Johnny Inselsperger/EPTV
Linhas do RJ
No sábado (11), primeiro dia de operação da empresa contratada pela prefeitura, Terra Auto Viação, alguns ônibus circularam com nomes de bairros do Rio de Janeiro, além de linhas da capital carioca. O problema foi totalmente resolvido no dia domingo (12).
Fotos foram enviadas para a EPTV, afiliada da TV Globo. Uma das imagens mostra o ônibus circulando pela Avenida José Paulino, esquina com Rua Pio XII. A inscrição do veículo mostrava a linha 693 – Cidade de Deus. O ônibus tinha, ainda, o número 102 impresso em papel para indicar a linha que percorria em Paulínia.
Contrato emergencial
A prefeitura assinou, em dezembro de 2019, um contrato emergencial com a Terra Auto para operar o transporte por 180 dias.
A acordo ocorreu após o fim do contrato com a Flama, empresa que administrava o serviço. A prefeitura defendeu, na época, que o novo contrato geraria economia de R$ 1,9 milhão, já que o valor custeado pelos cofres públicos caiu R$ 1,85 para R$ 1,45 por passagem, enquanto a tarifa do transporte foi mantida em R$ 1 aos usuários.
A prefeitura acredita que o transporte terá melhora significativa a partir do no contrato. “Outro ganho que a população receberá é que 25% da frota terá ar-condicionado e a idade máxima dos veículos será de 8 anos, conforme proposta apresentada pela Terra Auto Viação”.
Veja mais notícias da região no G1 Campinas

%d blogueiros gostam disto: