Polícia confirma que bala perdida que matou motorista partiu de tiroteio entre gangues

Polícia confirma que bala perdida que atingiu motorista partiu de tiroteio entre gangues

Polícia confirma que bala perdida que atingiu motorista partiu de tiroteio entre gangues

A Polícia Civil confirmou que a bala perdida que matou um motorista dentro de casa partiu do tiroteio entre integrantes de duas gangues de Andradina (SP). O caso ocorreu na tarde de quarta-feira (11), no bairro Alvorada.

Dois envolvidos no crime foram presos logo após o tiroteio e eles alegaram que armaram uma emboscada para o integrante de outra gangue, segundo a polícia.

De acordo com a polícia, para armar a emboscada, os suspeitos ligaram para a vítima e pediram para comprar convites de uma festa que ele estava vendendo. A vítima foi ao encontro dos suspeitos com um mototaxista, quando o tiroteio começou.

Ainda de acordo com a polícia, pelo menos 12 disparos foram efetuados. Um tiro deixou o mototaxista ferido na região do tórax. Ele conseguiu ir até a Santa Casa onde foi internado em estado grave. Já Ricardo Paixão Ferreira, de 36 anos, que estava dentro de sua casa foi atingido no pescoço e morreu. O rapaz, alvo da emboscada, não ficou ferido.

A dupla da gangue foi presa por tentativa de homicídio. O caso está sendo investigado pela polícia.

A rivalidade entre bairros em Andradina já fez dezenas de vítimas nos últimos anos, segundo a polícia. Pelo menos 20 pessoas morreram desde que surgiram as chamadas “gangues” na cidade. Em uma delas, um jovem foi morto com tiros à queima-roupa.

Por conta das diversas ocorrências, a população está acuada, já que moradores de alguns bairros não podem entrar em outros. A rixa teria começado há dez anos durante uma briga na avenida Guanabara, a principal da cidade.

Na época, um morador do bairro Benfica matou um homem do Pereira Jordão após um desentendimento por causa de mulheres. Com isso, foi decretada uma guerra entre gangues, que ao longo do tempo ganhou aliados de outros três bairros.

Segundo a polícia, vários inquéritos foram abertos para investigar os crimes ocorridos por causa dos conflitos e cerca de 80 pessoas já foram presas por envolvimento em crimes como homicídio e tentativas de homicídio.

Integrantes de gangue foram presos em Andradina (Foto: Reprodução/TV TEM)Integrantes de gangue foram presos em Andradina (Foto: Reprodução/TV TEM)

Integrantes de gangue foram presos em Andradina (Foto: Reprodução/TV TEM)

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*