Polícia de Sydney divulga identidade de vítima de esfaqueamento

A família pediu privacidade

A família pediu privacidade Divulgaão/Polícia de Sydney

A polícia de Sydney, na Austrália, divulgou nesta quarta-feira (14), a identidade da vítima fatal de um esfaqueamento na cidade na última terça-feira (13).

Michaela Dunn, uma jovem de 24 anos, foi encontrada morta na sua casa. O suspeito do assassinato ainda atacou uma segunda na vítima nas ruas da cidade antes de ser preso pela população.

A segunda vítima está no hospital, mas seu estado de saúde é estável.

A família de Michaela pediu para ter a privacidade respeitada neste momento, mas sua mãe afirmou que ela era uma “mulher bonita e amorosa que estudou na universidade e viajou muito”.

Dunn trabalhava como prostituta, o que levantou no país um debate sobre a violência contra profissionais do sexo.

Cameron Cox, chefe do Programa de Divulgação dos Trabalhadores do Sexo, afirmou em entrevista à versão australiana do jornal The Guardian que a comunidade está “destroçada” pela morte de Dunn.

Cox conta que a comunidade é mais unida que a de outros trabalhadores por conta da marginalização que sofrem e prestou solidariedade à família.

Enquanto isso, o agressor, que tinha um histórico de problemas de saúde mental, está num hospital sob custódia e deve seguir para a prisão assim que receber alta.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: