Prefeito de Paulínia é alvo de grupo de extorsão preso; delegado da PF é um dos suspeitos

Delegado da PF e outras três pessoas são presas suspeitas de envolvimento em extorsão

Delegado da PF e outras três pessoas são presas suspeitas de envolvimento em extorsão

Quatro pessoas foram presas suspeitas de participarem de um grupo de extorsão, entre elas um delegado da Polícia Federal de São Paulo. Uma das vítimas da quadrilha é o prefeito de Paulínia (SP), Dixon Carvalho (PP), que denunciou o caso à Polícia Federal em Campinas (SP).

Informações fornecidas pelo Ministério Público Federal (MPF) à EPTV, afiliada da TV Globo, são de que um dos integrantes do grupo teria encontrado o prefeito e dito que tinha um dossiê contra ele e que o divulgaria caso Dixon não contratasse empresas deles para serviços hospitalares e sinalização de ruas em Paulínia.

Os suspeitos foram presos em ação da Polícia Federal na terça-feira (10) e os quatro foram levados para audiência de custória na 9ª Vara da Justiça Federal, em Campinas (SP), nesta quarta (11).

Em nota, a Prefeitura de Paulínia informou que o prefeito confia nos trabalhos da Polícia Federal, responsável pela apuração dos fatos, e que não se manifestará sobre o assunto.

Dixon é eleito prefeito de Paulínia (Foto: André Montejano)Dixon é eleito prefeito de Paulínia (Foto: André Montejano)

Dixon é eleito prefeito de Paulínia (Foto: André Montejano)

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*