Serviço de transporte público é normalizado neste sábado após paralisação na região de Campinas

Ato fechou terminais, e veículos não circularam na cidade nesta sexta (28). Ação fez parte dos protestos contra as reformas trabalhistas e da previdência do governo federal.

Após as 24 horas de paralisação total por conta dos atos contra as reformas trabalhistas e da previdência, a circulção dos ônibus públicos de Campinas (SP), Valinhos (SP) e Indaiatuba (SP) voltou ao normal na manhã deste sábado (29). O transporte intermunicipal já havia sido retomado gradualmente desde a sexta.

Segundo a Prefeitura de Campinas, os veículos voltaram a circular normalmente desde o primeiro itinerário do dia. A Secretaria de Transporte de Valinhos também informou que a retomada do serviço na cidade ocorreu na primeira linha, a partir das 4h30. Em Indaiatuba, a viação informou que saída dos carros foi normal desde 4h.

O comércio, que também ficou fechado na sexta durante o ato também foi retomado.

No Centro da cidade, a população comemorou a volta das operações do transporte público. “Ontem tive que ir trabalhar de táxi, hoje parece que está tudo normal. Finalmente acabou o transtorno”, diz a vigilante Lúcia Pereira.

A auxiliar de cozinha Débora da Cruz Silva pega dois ônibus para chegar ao trabalho e conta que está aliviada pelo retorno dos coletivos esta manhã. “Achei que está demorando um pouco mais, mas sábado é assim mesmo. Aparentemente está normal, vou conseguir chegar no serviço”.

Os protestos contra as reformas trabalhista e da Previdência, nesta sexta-feira (28), deixaram moradores da Região Metropolitana (RMC) sem transporte coletivo e afetaram serviços.

Em várias cidades, houve passeatas e manifestações em defesa de direitos dos trabalhadores. Na maior cidade, Campinas (SP), um ato pacífico no Centro durou nove horas e terminou sem incidentes.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*