Zona Leste é a região com mais transbordamentos de córregos em SP

Temporais trazem preocupação com transbordamento de rios e córregos em SP

Temporais trazem preocupação com transbordamento de rios e córregos em SP

A Zona Leste de São Paulo é a região que mais registrou transbordamentos de córregos na capital nos últimos quatro anos, segundo um levantamento do Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), da Prefeitura. Ao todo, desde 2013, foram registradas 79 ocorrências na região, sendo 34 delas apenas neste ano.

No mesmo período, a região Sudeste está em segundo lugar, com 37 ocorrências, seguida das zonas Norte e Sul da capital, com 28 e 20 transbordamentos registrados, respectivamente. Já a região Oeste e central foram as que tiveram menor número de casos no mesmo período, três e dois, respectivamente.

Transbordamentos de Córregos em São Paulo
Zona Leste registra maior número, seguida das regiões Sudeste e Norte
Fonte: Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE)

Lixo acumulado, de pedaços de móveis a cabeceira de camas, são alguns dos entulhos que mais acabam ocasionando não só o transbordamento em épocas de chuvas intensas, mas o mal cheiro que chega a espantar os moradores dessas regiões.

“Eu morei aqui muito tempo. Mudei para o interior, voltei e tá tudo igual: sempre alagando”, disse ao SP1 Evelin Oliveira, que vive próximo ao Córrego Franquinho, na região de Itaquera, na Zona Leste. Neste ano, o córrego já transbordou 11 vezes.

Enquanto alguns moradores poluem ainda mais esses locais, outros tentam reduzir os impactos, como é o caso de Doris Flores. Ela possui uma floricultura em frente ao Córrego do Franquinho e já plantou diversas árvores na região, sonhando em um dia vê-lo mais colorido “como em Paris e Nova York”.

A reportagem do SP1 também esteve na Zona Norte e registrou dois córregos do Tremembé tomados por lixo. Contatada pela reportagem, a Secretaria das Prefeituras Regionais disse que “sempre limpa os córregos da capital e está atenta aos temporais que sobrecarregam esses locais”. A Prefeitura disse ainda que “vai vistoriar os locais mostrados na reportagem” e “retomou o programa Córrego Limpo para recuperar rios e mananciais”.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*